Restaurar e Enriquecer a Natureza

O objetivo

Queremos que este website contribua para o inspirar e informar sobre como restaurar a natureza através da transmissão de informação sobre como este objetivo pode ser concretizado. Para atingir este propósito, trabalharemos em conjunto com instituições que querem que sejam os próprios cidadãos a agir em prol da natureza e não apenas que estes a abandonem. Ajudaremos negócios que querem conservar a natureza mas também precisam de a controlar. Iremos encorajar trabalho voluntário e meios de subsistência que beneficiem os recursos naturais. O nosso ethos baseia-se nos conceitos propostos pela Convenção de Berna, para as actividades que sustentam a diversidade na natureza. Somos a favor do usufruto da natureza de todas as formas possíveis porque “o que paga fica” (what pays stays).

A nossa abordagem

As bermas de estradas podem ser ricas em flores silvestres e insectos.
As bermas de estradas podem ser ricas em flores silvestres e insectos.

A perda de natureza apoderou-se gradualmente de nós. Com os pagamentos do governo para apoiar a produção de alimentos as sebes foram removidos para criar campos agrícolas de maiores dimensões para permitir o uso de máquinas mais eficientes. A terra rústica em torno dos edifícios agrícolas perdeu-se quando estes se transformaram em escritórios. Os biocidas eliminaram plantas silvestres e insectos das terras agrícolas e as bermas de acessos rodoviários foram pulverizados para os “limpar” ou cortados para ajudar a visibilidade e aumentar o tráfego.

Queremos estimular o início de projetos para restaurar as flores silvestres e os animais que eles suportam. Muitos destes animais são um prazer de observar e fotografar, ou são úteis para fazer mel ou livrar culturas de pragas. Nossa espécie bandeira é a perdiz cinzenta, não apenas porque é um prazer poder observá-la, mas também, um desafio para a gestão cinegética e mesmo para o caçador durante o ato cinegético. Também sabemos muito sobre sua biologia, como é afetada pela agricultura moderna e como reverter a sua diminuição populacional

A perdiz cinzenta já foi abundante mas desapareceu na Europa devido às alterações na práticas agrícolas. As ceifeiras modernas, extremamente eficientes, não deixam sementes de cereal ou restolhos que sirvam de alimento no inverno. Os enormes campos repetidamente pulverizados com herbicidas perdem as suas plantas silvestres, que são outra fonte de sementes no invernos e essenciais para a existência e uma população saudável de insectos necessários para a alimentação das crias de perdiz no verão. O uso crescente de insecticidas reduziu, ainda mais, a abundância de insectos necessários ao crescimento das perdizes juvenis. Outras alterações às terras de cultivo aumentaram o número de predadores que caçam nas áreas reduzidas que são adequadas aos ninhos de perdiz.

No entanto as margens dos campos podem ser geridas para fomentar a existência de plantas silvestres e insetos predadores que controlam insetos que se tornam praga nas culturas agrícolas. Também áreas específicas de grandes campos de cultivo ou zonas dificilmente acessíveis pela maquinaria moderna podem ser geridas desta forma para reduzir os custos de pulverização contra insetos praga. Parques, jardins e margens de estradas ou caminhos podem servir de reservatório natural para estas plantas e insectos. O desafio que lhe deixamos é o de ser capaz de gerir as áreas menos utilizadas para agricultura para fomentar o regresso de flores silvestres, borboletas, abelhas e mesmo das perdizes.

De uma comunidade, para muitas comunidades

A comunidade de falcoeiros distribui-se por todo o mundo. Os falcoeiros desfrutaram da perdiz cinzenta durante séculos e deram início, de forma pioneira, à recuperação de aves de presa há cerca de 50 anos. Trabalhamos como o Game and Wildlife Conservation Trust (Fundo para Caça e Conservação da Vida Selvagem - GWCT) em toda a Europa e também estamos ligados a centenas de outras organizações representadas pela International Union for Conservation of Nature (União Internacional para a Conservação da Natureza - UICN). Criámos este website para as comunidades locais e os proprietários rurais. Estas são as pessoas adequadas para recuperar a natureza porque vivem em comunhão com ela. Por isso, este website deve estar no seu idioma, para a sua comunidade local e com ligações/links para recursos para o seu país. Se desejar dar início a um grupo para recuperar a vida selvagem na sua zona utilize a ligação abaixo para entrar em contato

Na web